quinta-feira, 10 de novembro de 2011

Galo de Raça, Galo da Massa

Certa tarde, enquanto conversava com uma atleticana juiz-de-forense, comecei a tentar pensar a verdadeira força da Massa. Relembramos jogos nos quais o grito de “Galo” parecia ecoar de uma maneira tão forte pelo estádio que os jogadores, tomados por aquela força inacabável de um torcedor jogavam parecendo tentar salvar suas vidas.

Há jogos em que os atletas parecem que não tem mais a esperança necessária para a vitória, até ver o senhor cansado, mas não derrotado. O homem parece ainda acreditar que tem forças para viver e passar essa sua sobrevida ao Atlético sempre que o alvinegro precisar. Partidas como um Galo x Portuguesa, em 2006. Em casa, o Galo perdia por 1 x 0, mas não era o sinal da morte alvinegra. A torcida não parou de acreditar e o empate veio já no final da partida. Estava bom? Não! Como se cada camisa na arquibancada entrasse em campo, o vingador não desistiu e virou a partida, no último minuto de jogo. Como pode uma torcida representar tamanha força?

A torcida e o Atlético podem ser definidos como uma sintonia tão perfeita que é difícil distinguir quem é quem. Na verdade, a Massa e o Galo são o casamento perfeito, onde um completa o outro e, no final das contas, nenhum dos dois vive sem a presença do companheiro de tanto tempo.

Nessa rodada, o Galo jogará longe da torcida, mas isso não quer dizer que a Massa deixará de apoiar. A ópera alvinegra, apaixonante para qualquer olhar, será ecoada por milhões de corações em preto e branco e nunca vai parar, nunca vai desistir. Nós estamos aqui, longe ou perto, gritando, berrando e vivendo o Atlético. Nós, torcedores contra o vento, teremos a vitalidade necessária para passar ao time, a cada jogador e mostrar: nós somos o Clube Atlético Mineiro e vamos lutar, lutar e lutar, com toda nossa raça para vencer!
Imagem: Bruno Cantini | Site do Galo
Agradecimento especial para a @ninagalo que contribuiu diretamente com o texto.
Comentários
1 Comentários

1 comentários:

  1. série B quem ganhou foi a torcida

    @jovi_pereira

    ResponderExcluir